Especiais

Loading...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

NEUROPLASTICIDADE E SABEDORIA - PARTE I

A neuroplasticidade é atributo do cérebro a partir do qual ele pode se modificar, não apenas após uma lesão quando na maioria das vezes há pouco a ser feito atualmente. Seu principal uso na pessoa saudável, diz respeito ao desenvolvimento da sabedoria. Quando o cérebro é utilizado e estimulado, as conexões entre as células são fortalecidas. Além disso, a pessoa que busca situações novas na vida promove em seu cérebro modificações que levam à criação contínua de novas sinapses (conexões) entre os neurônios (células do cérebro).
Entretanto, existem situações do dia a dia que sabidamente diminuem a capacidade da resposta neuroplástica do sistema nervoso. Situações de passividade como assistir à televisão, entre outras rotinas cognitivas, devem ser repensadas em favor de outras que coloquem a pessoa em contato ativo com a realidade. Esta prática pode ser usada como forma de prevenção ao aparecimento de quadros demenciais (Alzheimer e outros).
A "musculatura" cerebral à semelhança da musculatura dos membros precisa de atividade para seu fortalecimento. A atividade de qualquer natureza que seja, funciona como alimento para o cérebro. A pessoa que pratica exercícios físicos, por exemplo, fortalece não apenas os músculos, mas todas as células de seu cérebro e medula espinhal. Sugiro assim ao invés de assistir ao futebol, jogue futebol, melhor para a saúde em todos os sentidos! Ao invés de assistir novelas (piloto automático), que em sua maioria embotam a percepção, combine uma caminhada ou crie um grupo de estudos sobre algum livro interessante!
Além da atividade física, uma boa alimentação cerebral, para estimular a neuroplasticidade, deve se abster do consumo de bebidas alcoólicas, que atrofiam (encolhem) o cérebro por serem sabidamente neurotóxicas (que lesam o cérebro) conforme vasta literatura médica demonstra. Realizei inúmeras neurocirurgias em que o álcool foi o causador do mal. O cérebro da pessoa com o hábito de consumir bebidas alcoólicas é geralmente mais "fraco" e portanto mais vulnerável ao aparecimento de problemas neurocirúrgicos. Se o amigo gosta de cerveja, beba sem álcool, se gosta de vinho, beba sem álcool, pois já existem várias opções nesse sentido, e além disso os efeitos benéficos parecem ser devidos às qualidades da uva e não do álcool.

Efeito da bebida alcoólica no desenvolvimento cerebral do adolescente 
O uso do tabaco (cigarro) também prejudica a neuroplasticidade. Para o cérebro funcionar é preciso sangue, e a pessoa que traga (chupa) o cigarro coloca para dentro do corpo substâncias que fazem os vasos sanguíneos de todo o corpo se fecharem (vasoconstrição). Se pensar em fumar, dê preferência aos cigarros de chocolate, dos quais sugiro, acima de 50% de cacau e certamente estará fazendo uma boa prevenção de grande parte das situações maléficas relacionadas ao tabaco.
Quanto às outras drogas e substâncias recreacionais, evite seu uso, assim como participar de movimentos que promovam o acesso e a liberação de tais substâncias. Por trás deste tipo de proposta existem interesses que nem sempre são claros e que não alertam para os efeitos dessas substâncias sobre a neuroplasticidade dos usuários, que geralmente já apresentam algum grau de comprometimento cognitivo. Informar-se é manter-se saudável.


Ao lado da alimentação física, mas não menos importante, a alimentação emocional também influencia a neuroplasticidade, visto que interfere com a secreção de vários tipos de substâncias, dentre as quais alguns tipos de neurotransmissores (substâncias utilizadas no funcionamento das sinapses). Apesar desse fato bem conhecido dos cientistas, existe uma grande distância entre o universo da ciência e o dia a dia das pessoas, que pela necessidade de trabalhar e "sobreviver" carecem de tempo e deixam de aproveitar muitos dos avanços obtidos pela ciência. À semelhança dos anticorpos do sangue, existem anticorpos e vacinas emocionais, tudo a custo zero! Por exemplo, o perdoar e o pedir perdão, anticorpos de primeira linha na estrutura emocional. A pessoa que guarda mágoa, não percebe que à semelhança da palavra (má água), carrega em si uma espécie de auto-contaminação, semente do adoecimento. Por isso vale insistir na importância da consciência como fórmula para a saúde. Se atentarmos a pequenos detalhes como este, várias situações de adoecimento naturalmente deixarão de existir. Claro que isso não é a cura definitiva para todos os males, mas é um primeiro e fundamental passo para algo nessa direção.
Veja a exemplo disso o trabalho desenvolvido pelo Dr. Juan Hitzig, especialista na área de longevidade humana, que convida a pensar na escolhas que estamos fazendo atualmente. Ora, quem não deseja um envelhecimento saudável e uma vida sem doenças?


É cada vez mais notável a importância da consciência sobre o aumento da longevidade com saúde. Enquanto não assumirmos a responsabilidade da alimentação saudável em todos os níveis, manter a saúde é bastante improvável. Lembro aqui Hipócrates, aquele pelo qual nós médicos juramos:

"Seja seu medicamento seu alimento
e seja seu alimento seu medicamento"

Dr. Nishikuni discorre sobre o tema alimentação com bastante propriedade e generosidade em sua palestra sobre o estresse (disponível abaixo), lição de neuroplasticidade com aplicação imediata no dia a dia.


Em paralelo com o que já se sabe sobre a importância da neuroplasticidade, um artigo do NY Times chama a atenção para o livro "The Longevity Project", em que os autores enfatizam a consciência como um dos principais fatores para uma vida longa e significativa! Veja você mesmo:

Finalmente, a alimentação mental, que diz respeito ao pensar. Importante notar que ter pensamentos é passivo e muito diferente de pensar ativamente, base do sistema de anticorpos mentais. Pensar requer esforço, ter pensamentos não, basta deixar o queixo cair. Atualmente, vivemos em uma sociedade com traços de inconseqüência, baseada no consumo e no lucro, que praticamente não se preocupa com o bem estar de seus cidadãos, mas com o poder de consumo e seus negócios. Assim que sairmos um pouco do cada um por si, os ganhos serão incalculáveis em todos os níveis. O primeiro passo às vezes é o mais trabalhoso...
      Quando se acostuma a uma determinada forma de ser, não é fácil mudar, mas apesar da dificuldade em um primeiro momento, o olhar atento percebe por trás do normal, outras possibilidades. Como na famosa figura abaixo, em que uma moça e uma senhora podem ser vistas em uma única imagem. Uma verdade não exclui a outra, mas a complementa, e desta soma que não é aritmética simples, mas geométrica, surge o novo que sempre é maior que a soma das partes. Entretanto, alguns não conseguem ver as duas imagens na figura, a exemplo dos que não admitem serem contrariados.
E você consegue ver as duas mulheres?



19 comentários:

  1. Grandes ensinamentos.assim eu acredito que os homens apreenderão o que é o AMOR!

    ResponderExcluir
  2. Esses ensinamentos sôbre sabedoria, consciência,os S,osR,comportament,humor,e o QUE fazer para melhorar-mos o desenvolvimento do cérebro é algo de maravilhoso.Estou de mãos dadas e de Espírito Uno com os autores.deixo aqui não só meus parabéns como meus agradecimentos por assunto tão educativo e tão útil por nós todos -míseros seres humanos,mas ainda tão primatas nesses ensinamentos.É muito bom sabermos que podemos desenvolver a sabedoria através de uma melhor e positiva utilização do cérebro.evitar e se possível eliminar todo tipo de Droga,cedem volver o EMOCIONAL(pedindo perdão e perdoando,p.ex.,melhorando nossas atitudes e condutas,aumentando e cultivando nossa rede social(fazendo com que haja o aumento de SEROTONINA e diminuiçáo de CORTISONA)e dessa forma nos tornando mais bem humorados!tudo isso é muito lindo e sinto no fundo de minha alma ou consciência que esse é realmente o caminho para ente termos o que é o AMOR-fim último da humanidade!

    ResponderExcluir
  3. Ricardo, meu irmão de alma, obrigada por compartilhar sabedoria com tamanho amor... Graça

    ResponderExcluir
  4. A figura da mulher jovem e velha ao mesmo tempo desafia nossa percepção e visão parcial da realidade, causando até um certo desconforto, pois muitas vezes estamos fragmentados pelos nossos vícios de ser (ter), como a passividade, condição que embota nossa busca de uma consciência mais integral necessária para fazermos leituras mais abrangentes como está.
    Com os receptáculos obstruídos pela falta de sensibilidade e amor, diminuímos e adoecemos, mas graças ao amor de algumas almas que compartilham sua sabedoria e vida, elevamos nossa saúde.
    Irmão estamos em sintonia, obrigado por transmitir a graça...
    Abs Daniel M. Medeiros

    ResponderExcluir
  5. Consegui visualizar, vc realmente é uma pessoa iluminada por Deus, pois sua sabedoria é tão imensa que conforta todas as pessoas que estão precisando de uma resposta, isso eu posso dizer, pois sei o quão grande homem vc é, bjs Valéria

    ResponderExcluir
  6. Primo, passei a frequentar seu blog e ler seus ensinamentos... como é gratificante e ao mesmo tempo enriquecedor para o nosso crescimento neste mundo tão passageiro e tão profundo, quanto aos sentimentos.

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente enriquecedor seu artigo É isso dr. Ricardo, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. Parabens Amigo! posso postar seus textos no http://cefaleias.com.br ou http://dordecabeca.net ?

    ResponderExcluir
  9. Ricardo queridão, obrigado! Desfrutei muito. Sei quanto isso tudo é uma verdade prá você. Se não fosse assim, afinal, não seria nada. Plínio

    ResponderExcluir
  10. É sempre ótimo ler publicações que nos mostram o quão importante é nos preocuparmos com alimentação saudável!! Senti na pele o quanto uma má alimentação pode causar danos não só físicos, mas psicológicos. Vegetariana à 5 anos tive uma crise metabólica ano passado porque me descuidei de regrar o que comia por conta do "tempo corrido". Hoje, prestando muita atenção na minha dieta vegetariana sinto-me outra pessoa, a minha capacidade mental super aumentou, na crise estava praticamente sem memória.


    Abração!!

    Roberta Borges

    ResponderExcluir
  11. Falando em neuroplasticidade; talvez, um bom exercício seja a prática da tolerância...admitir outras possibilidades e o direito de livre escolha do próximo transforma vidas, social e politico e biologicamente falando.

    ResponderExcluir
  12. Muito legal...
    Todo mundo elogiando.
    Mas sabe, lendo tal texto me lembrei de algo acerca do qual tenho pensado muito há algum tempo.
    E os incensos?
    Pq eu queimo muito incenso, pra fazer o efeito, tem que ter fumaça.
    Será que a fumaça do incenso: atrapalha, ajuda ou não influi na neuroplasticidade?
    Vc conhece algum estudo a respeito?
    Desculpa, mas eu sou a parte terrível dos teus amigos Rick.rs...
    Um abraço.

    May.

    ResponderExcluir
  13. Adorável seu artigo pois para mim se tornou uma regra visitar o seu blog porém me trata física espiritualmente.
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Ric, anuncio que sou sócia ativa de seu blog e a maneira que achei de dizer que gostei do que tomei conhecimento através deste blog é indicá-lo a todas as pessoas que aprecio.
    Prepare-se, use e abuse do que aprendeu, absorveu e interiorizou, para que nós relez mortais possamos despertar.
    Beijinhos.
    D.Randis

    ResponderExcluir
  15. Muito legal este texto.
    Para complementar, segue um link muito interessante sobre álcool e cérebro.
    Abraços
    http://www.youtube.com/watch?v=1jLU0oSHs6Q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arthur!

      Muito grato pelo precioso link!

      Será utilizado não apenas aqui, mas em mensagens futuras.

      Abraço com gratidão.

      Excluir
  16. Bacana!! Quando se fala em neuroplasticidade se fala em nova redes neuronais, mas lendo vc fica claro a importância de enfraquecer sinapses p abandonar hábitos nocivos... Parabéns pelo blog e grata pela partilha!

    ResponderExcluir
  17. blog repleto de informação interessante. Parabéns aos idealizadores.

    ResponderExcluir
  18. Excelente blog. Cada artigo melhor que outro. Continuo acompanhando...

    ResponderExcluir