Especiais

Loading...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

NEUROPLASTICIDADE E SABEDORIA - PARTE II



A imagem acima, pintada por Salvador Dali, convida a pelo menos duas reflexões importantes ligadas à neuroplasticidade: a questão da tolerância e a questão da genialidade. Quanto à genialidade, deixo a pergunta: você já viu algum outro artista que tenha representado esta situação a partir de tal perspectiva (olhando de cima)? Pensar diferente requer o contínuo exercício da desconstrução de pré-conceitos e reformulação de idéias, qualidades que requerem "musculatura" cerebral flexível e portanto a prática constante do olhar sem julgar, ou do contemplar...
Dentre todas as qualidades pessoais, a tolerância, oposto complementar da ignorância, é a que mais se relaciona com a neuroplasticidade. Fundamental é ser misericordioso e tolerante, referência para o ignorante (aquele que ignora um dado fato). Entretanto, é importante o exercício da consciência que sempre irradia alimento para a alma do ignorante, que uma vez nutrido pode optar em persistir no caminho do auto-engano, agora de forma consciente, ou optar por um novo caminho na direção do ser pleno. Praticar tolerância é um exercício de neuroplasticidade, visto que convida à transformação, que ocorre nas experiências do dia a dia e se reflete em última análise na própria organização sináptica da pessoa. Veja neste vídeo, a partir do quinquagésimo primeiro minuto em diante, como isso ocorre:
É preciso estar atento à tolerância pessoal sempre que cobramos tolerância do outro! É comum, conforme Shakeaspeare lembra na obra o espelho da vida, que algumas pessoas fiquem perturbadas com qualidades das quais carecem.
“O mundo ao seu redor é um reflexo, um espelho que mostra quem você é. O que você acha de bom nos outros, está também em você. Os defeitos que você encontra nos outros são os seus defeitos também. Afinal, para reconhecer algo, você tem que conhecê-lo. As potencialidades que você vê nos outros, são possíveis também para você. A beleza que você vê ao seu redor, é a sua beleza. O que você vê nos outros lhe mostra você mesmo. Veja o melhor nos outros, e você será uma pessoa melhor. Doe aos outros e estará doando a si mesmo. Aprecie a beleza, e você será belo. Admire a criatividade, e você será criativo. Ame, e você será amado. Procure compreender, e será compreendido. Ouça, e sua voz será ouvida. Ensine, e você aprenderá. Mostre ao espelho sua melhor face, e você ficará feliz com o que ele vai lhe mostrar.”

Faz toda diferença uma pessoa fazer mal à sua saúde por IGNORÂNCIA do que fazê-lo de forma CONSCIENTE. O livre arbítrio, graça maior, pode até ser utilizado para a autodestruição, no entanto a medicina deve zelar pela saúde; e mais, veja você que todo médico faz um juramento pela preservação da vida em seu aspecto mais profundo, enquanto dignidade do ser. Aliás, quanto a isso, você já assistiu ao filme "Mar Adentro" com Javier Barden? Caso afirmativo, pergunto: você consegue se colocar no lugar do personagem principal e compreender sua atitude?
Estas situações não são novas e inúmeros pesquisadores trabalham arduamente no sentido de torná-las acessíveis ao público leigo, o que no médio a longo prazo deve melhorar significativamente as condições de saúde pública:


Rita Levi Montalccini, Nobel de Medicina, uma das maiores autoridades em neuroplasticidade, irradia sabedoria sobre o assunto:


Nessa mesma direção, em que a neuroplasticidade é pensada com objetivo de aplicação nas dificuldades do dia a dia, circula na internet em vários sites a seguinte mensagem:

O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio.... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.
Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

É quando você se sente mais vivo.


Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?


Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).

Ou seja, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa são apagados de sua noçãode passagem do tempo.

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.

Conforme envelhecemos as coisas começam a se repetir - as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações, ... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

ROTINA


A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M(Mude e Marque).

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.
Aprenda uma nova língua, ou um novo instrumento

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.

Tenha filhos ou animais de estimação (eles destroem a rotina)
Sempre faça festas de aniversário e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.


Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.


Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a lugares diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.

Seja Diferente!


Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos.... em outras palavras... V-I-V-A. !!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado,não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.


E
SCREVA em TAmaNhos diFeRenTese em CorESdifErEntEs!

CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVENTE...

V I V A !!!


         E você, se soubesse que tem apenas mais uma semana de vida, mudaria alguma coisa ou continuaria tudo do mesmo modo? Neuroplasticidade sem sabedoria é como um belo corpo sem vida ou talvez ainda como uma vida sem cérebro.


domingo, 17 de julho de 2011

SAÚDE E ECONOMIA – DOIS LADOS DA MESMA MOEDA


            Ontem à tarde fui acordado por uma moça que ligou do banco, à semelhança das operadoras de celular que arrebanham seus pagadores com ligações inoportunas nos momentos mais impróprios... Sem perguntar se eu podia falar, ofereceu um empréstimo de quantia razoável, segundo ela com as menores taxas do mercado! Ainda sonolento e assustado com a invasão de domicílio (a privacidade de meu sono), retribui a gentileza oferecendo a ela o dobro da quantia oferecida, porém por uma taxa 30% menor. No mesmo instante ela recusou a proposta rindo! Perguntei o motivo do riso, ao que ela respondeu repetindo a oferta do banco e suas taxas. Insisti que a taxa que eu oferecia era ainda menor, recebendo a resposta: “Se o senhor estivesse precisando de dinheiro certamente apreciaria nossas taxas”. Expliquei então que qualquer pessoa que emprestasse dinheiro àquela taxa de juros mensais, ainda que “baixa”, rapidamente se endividaria de forma irremediável. Falei ainda sobre aquele assunto que todos conhecemos bem, sobre como ganhar dinheiro fácil a partir da “MATEMÁGICA” dos juros compostos. Você lembra? Aprendemos na 5ª série sobre como aumentar um capital inicial, alguma coisa assim:

Capital final = capital inicial x ekt

Onde, k é a taxa de juros e t é o tempo de investimento. Em outra oportunidade podemos discutir como esse expoente “kt” pode ser poderoso... (ou se ficou curioso veja: http://www.educ.fc.ul.pt/icm/icm2000/icm28/func/logap.htm)

            Finalmente, quando ela se convencia da indecência de sua própria proposta, criou-se um espaço na conversa para que eu lhe sugerisse algumas recomendações sobre como os bancos podem agir no sentido de promover uma nação mais equilibrada e saudável economicamente:

1º - Se uma pessoa está endividada e precisa de dinheiro, a melhor oferta é oferecer um avalista para orientá-la quanto aos seus gastos, opções de vida e discutir sobre a dinâmica de consumo; raramente alguém que empresta dinheiro está realmente ajudando, pois a própria necessidade indica um ponto de descontrole, na medida em que a pessoa consumiu tudo o que tinha de reservas

2º - Considerar sempre que se liga no telefone privado de alguém, que tenha em mãos alguma proposta de ajuda real e não uma arapuca ou armadilha financeira. Lembrar-se de que o cliente é um aliado que deve ser ajudado e nunca predado. Não matar a galinha dos ovos de ouro (cliente) é situação sine qua non para a sobrevida do sistema, do qual todos devem se beneficiar. Para muitos é difícil elaborar raciocínios semelhantes, e este é um dos motivos pelos quais as taxas de inadimplência crescem tanto em momentos de dificuldades. As pessoas não conseguem pagar!

            Ser feliz e ter sucesso são opostos e complementares. Ser feliz é estar satisfeito com o que se tem e ter sucesso é conseguir tudo o que se deseja, variações entre o SER e o TER. Ora, o próprio Einstein sugeriu: “Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso”, e isso faz bastante sentido para mim. Um artigo interessante na folha de São Paulo analisa a questão do endividamento, veja:


Caros senhores dos bancos, por gentileza, ajudem a construir uma nação melhor; na atual conjuntura, se vocês ajudarem e forem apenas alguns pontos percentuais menos ávidos, nosso país pode melhorar de forma notável em pouco tempo, quem sabe até no médio prazo! Alguma coisa já pode ser notada, importante falar: Bradesco, sua presença foi notada no festival de inverno em Campos do Jordão, faça mais; Itaú-Unibanco, bacana a iniciativa do prêmio de finanças sustentáveis, incremente; HSBC, legal esse programa de educação e responsabilidade social, faça outros; Safra, nos ajude com um pouco mais de empenho em programas sócio-culturais, além dos que já acontecem; Santander, li sobre seus projetos de responsabilidade social, mostre seu poder e ajude a sociedade brasileira a se reerguer; Banco do Brasil e BNDES cuidem deste país e me faça uma pessoa mais feliz! Enfim, aqueles que não foram citados, considerem dividir parte de seus lucros na construção da sociedade. Não se preocupem com gastos em propagandas, pois todos ficam sabendo de coisas boas feitas para a população, e no boca a boca cuidaremos em nos lembrar das instituições que zelam pelo crescimento da família humana.

O próprio cantor, compositor e ex-ministro da cultura Gilberto Gil, deixou a sugestão de que uma pequena parte já seria a solução:



A pessoa endividada ou que gasta muito é um candidato a ser privado de saúde, pois para arcar com seus compromissos, terá que trabalhar mais, passar por situações insalubres, de estresse, de falta de tempo para si, falta de atividade física, falta de contato com amigos, falta de tempo para leitura etc. Sendo assim, terá dificuldades em se enriquecer como pessoa e encontrar um significado para a vida. Conheço pais que não vêem os filhos e filhos que se drogam por não terem sido bem educados; pessoas que ao voltar para a casa recorrem à companhia do álcool, adversário do bom relacionamento familiar. Pessoas que não cuidam de si, por alegada falta de tempo.

É importante pensar bem antes de se envolver em qualquer tipo de prestação ou financiamento! Porque na melhor das hipóteses você pode acabar como o Dalai Lama fala:

“... Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de forma que acabam por não viver nem no presente nem no futuro. E vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido.”

Ou ainda gerar situações como aquela da criança que por não receber atenção escreve na redação escolar que gostaria de ser uma televisão, a fim de receber mais atenção dos pais:


            Quem propõe metas a serem atingidas quer quantidade e não qualidade; qualidade é “como” e não “quanto”. Quem se preocupa em alcançar metas e buscar quantidade fatalmente perde a qualidade, especialmente se relações humanas estão envolvidas no processo.

            O novo mundo que está ganhando forma tem a ver com compartilhamento, nuvens de informações e principalmente com aquilo que mais caracteriza a evolução humana, a cooperação, não a competição como uma minoria aclamava. Se vocês não sabem como fazer, entrem em contato com instituições que saibam, entre as quais sugiro o Instituto de Moralogia (http://www.moralogia.org.br/) que fui apresentado quando estive no Japão, e também linhas de pensamento como a Antroposofia de Rudolf Steiner. O Japão e a maioria dos países europeus são nações com alto índice de desenvolvimento humano e programas sociais sérios. Aprendamos com seus exemplos, creio que todos possamos nos beneficiar mutuamente.

Economia é saúde, educação é saúde, consciência é saúde. Quando a moça do banco te ligar, certifique-se de que é para informar que o dinheiro do banco está sendo usado em obras de cunho social e não apenas para o sistema legal de agiotagem, conforme a reportagem da folha. Se existir benefício social, todos lucram, nós e os bancos, de modo que em breve estas ligações e anúncios desconfortáveis de serem recebidos e vistos deixarão de existir... Torçamos para que os banqueiros façam a gentileza de sua parte enquanto fazemos a nossa. Continuem lucrando, não é crime nem problema, mas considerem dar um retorno ao país e à população que sustenta esse enriquecimento financeiro. Não estimulem o endividamento, prefiram promover a consciência das pessoas a partir de um bom exemplo.

Existem inúmeras outras formas:   


Ou no pensar de Rudolf Steiner e sua lei social principal:

“O bem estar de uma integralidade de pessoas que trabalham em conjunto é tanto     maior quanto menos o indivíduo exigir para si o resultado de seu trabalho, ou seja, quanto mais ele ceder esses resultados a seus colaboradores e quanto mais as suas necessidades forem satisfeitas não pelo próprio trabalho, mas pelo dos outros.”


            Finalmente peço a gentileza de não me ligar mais enquanto eu estiver descansando! E se não houver outra forma e tiverem que me ligar, peço que acordem junto comigo; pensemos a possibilidade de nos erguermos mutuamente ao invés de ficarmos “deitados eternamente em berço esplêndido”, conforme a poesia. Quero viajar de trem neste país de paisagens maravilhosas, quero tempo para a cultura e para preservar a paz de espírito que alimenta minha saúde, mais ou menos como o grupo Titãs pede:
http://www.youtube.com/watch?v=Su_5UeQdAMs

"O senhor não vê? O que não é Deus, é estado do demônio. Deus existe mesmo quando não há. Mas o demônio não precisa de existir para haver - a gente sabendo que ele não existe, aí é que ele toma conta de tudo. O inferno é um sem-fim que nem não se pode ver. Mas a gente quer céu é porque quer um sem fim: mas um fim com depois dele a gente tudo vendo."
(Guimarães Rosa – Médico formado em Minas Gerais (1930) / Poeta do Brasil)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

NEUROPLASTICIDADE E SABEDORIA - PARTE I

A neuroplasticidade é atributo do cérebro a partir do qual ele pode se modificar, não apenas após uma lesão quando na maioria das vezes há pouco a ser feito atualmente. Seu principal uso na pessoa saudável, diz respeito ao desenvolvimento da sabedoria. Quando o cérebro é utilizado e estimulado, as conexões entre as células são fortalecidas. Além disso, a pessoa que busca situações novas na vida promove em seu cérebro modificações que levam à criação contínua de novas sinapses (conexões) entre os neurônios (células do cérebro).
Entretanto, existem situações do dia a dia que sabidamente diminuem a capacidade da resposta neuroplástica do sistema nervoso. Situações de passividade como assistir à televisão, entre outras rotinas cognitivas, devem ser repensadas em favor de outras que coloquem a pessoa em contato ativo com a realidade. Esta prática pode ser usada como forma de prevenção ao aparecimento de quadros demenciais (Alzheimer e outros).
A "musculatura" cerebral à semelhança da musculatura dos membros precisa de atividade para seu fortalecimento. A atividade de qualquer natureza que seja, funciona como alimento para o cérebro. A pessoa que pratica exercícios físicos, por exemplo, fortalece não apenas os músculos, mas todas as células de seu cérebro e medula espinhal. Sugiro assim ao invés de assistir ao futebol, jogue futebol, melhor para a saúde em todos os sentidos! Ao invés de assistir novelas (piloto automático), que em sua maioria embotam a percepção, combine uma caminhada ou crie um grupo de estudos sobre algum livro interessante!
Além da atividade física, uma boa alimentação cerebral, para estimular a neuroplasticidade, deve se abster do consumo de bebidas alcoólicas, que atrofiam (encolhem) o cérebro por serem sabidamente neurotóxicas (que lesam o cérebro) conforme vasta literatura médica demonstra. Realizei inúmeras neurocirurgias em que o álcool foi o causador do mal. O cérebro da pessoa com o hábito de consumir bebidas alcoólicas é geralmente mais "fraco" e portanto mais vulnerável ao aparecimento de problemas neurocirúrgicos. Se o amigo gosta de cerveja, beba sem álcool, se gosta de vinho, beba sem álcool, pois já existem várias opções nesse sentido, e além disso os efeitos benéficos parecem ser devidos às qualidades da uva e não do álcool.

Efeito da bebida alcoólica no desenvolvimento cerebral do adolescente 
O uso do tabaco (cigarro) também prejudica a neuroplasticidade. Para o cérebro funcionar é preciso sangue, e a pessoa que traga (chupa) o cigarro coloca para dentro do corpo substâncias que fazem os vasos sanguíneos de todo o corpo se fecharem (vasoconstrição). Se pensar em fumar, dê preferência aos cigarros de chocolate, dos quais sugiro, acima de 50% de cacau e certamente estará fazendo uma boa prevenção de grande parte das situações maléficas relacionadas ao tabaco.
Quanto às outras drogas e substâncias recreacionais, evite seu uso, assim como participar de movimentos que promovam o acesso e a liberação de tais substâncias. Por trás deste tipo de proposta existem interesses que nem sempre são claros e que não alertam para os efeitos dessas substâncias sobre a neuroplasticidade dos usuários, que geralmente já apresentam algum grau de comprometimento cognitivo. Informar-se é manter-se saudável.


Ao lado da alimentação física, mas não menos importante, a alimentação emocional também influencia a neuroplasticidade, visto que interfere com a secreção de vários tipos de substâncias, dentre as quais alguns tipos de neurotransmissores (substâncias utilizadas no funcionamento das sinapses). Apesar desse fato bem conhecido dos cientistas, existe uma grande distância entre o universo da ciência e o dia a dia das pessoas, que pela necessidade de trabalhar e "sobreviver" carecem de tempo e deixam de aproveitar muitos dos avanços obtidos pela ciência. À semelhança dos anticorpos do sangue, existem anticorpos e vacinas emocionais, tudo a custo zero! Por exemplo, o perdoar e o pedir perdão, anticorpos de primeira linha na estrutura emocional. A pessoa que guarda mágoa, não percebe que à semelhança da palavra (má água), carrega em si uma espécie de auto-contaminação, semente do adoecimento. Por isso vale insistir na importância da consciência como fórmula para a saúde. Se atentarmos a pequenos detalhes como este, várias situações de adoecimento naturalmente deixarão de existir. Claro que isso não é a cura definitiva para todos os males, mas é um primeiro e fundamental passo para algo nessa direção.
Veja a exemplo disso o trabalho desenvolvido pelo Dr. Juan Hitzig, especialista na área de longevidade humana, que convida a pensar na escolhas que estamos fazendo atualmente. Ora, quem não deseja um envelhecimento saudável e uma vida sem doenças?


É cada vez mais notável a importância da consciência sobre o aumento da longevidade com saúde. Enquanto não assumirmos a responsabilidade da alimentação saudável em todos os níveis, manter a saúde é bastante improvável. Lembro aqui Hipócrates, aquele pelo qual nós médicos juramos:

"Seja seu medicamento seu alimento
e seja seu alimento seu medicamento"

Dr. Nishikuni discorre sobre o tema alimentação com bastante propriedade e generosidade em sua palestra sobre o estresse (disponível abaixo), lição de neuroplasticidade com aplicação imediata no dia a dia.


Em paralelo com o que já se sabe sobre a importância da neuroplasticidade, um artigo do NY Times chama a atenção para o livro "The Longevity Project", em que os autores enfatizam a consciência como um dos principais fatores para uma vida longa e significativa! Veja você mesmo:

Finalmente, a alimentação mental, que diz respeito ao pensar. Importante notar que ter pensamentos é passivo e muito diferente de pensar ativamente, base do sistema de anticorpos mentais. Pensar requer esforço, ter pensamentos não, basta deixar o queixo cair. Atualmente, vivemos em uma sociedade com traços de inconseqüência, baseada no consumo e no lucro, que praticamente não se preocupa com o bem estar de seus cidadãos, mas com o poder de consumo e seus negócios. Assim que sairmos um pouco do cada um por si, os ganhos serão incalculáveis em todos os níveis. O primeiro passo às vezes é o mais trabalhoso...
      Quando se acostuma a uma determinada forma de ser, não é fácil mudar, mas apesar da dificuldade em um primeiro momento, o olhar atento percebe por trás do normal, outras possibilidades. Como na famosa figura abaixo, em que uma moça e uma senhora podem ser vistas em uma única imagem. Uma verdade não exclui a outra, mas a complementa, e desta soma que não é aritmética simples, mas geométrica, surge o novo que sempre é maior que a soma das partes. Entretanto, alguns não conseguem ver as duas imagens na figura, a exemplo dos que não admitem serem contrariados.
E você consegue ver as duas mulheres?



segunda-feira, 4 de julho de 2011

A MEDICINA DO POETA x A MEDICINA DO SÁBIO

O VELHO E A CRIANÇA Um filme de Claude Berri França, 1967.

 A sabedoria de Rilke - Sobre dificuldade e adversidade -
(Do livro Cartas do Poeta sobre a vida)

       Na vida, sempre é possível despertar mais uma vez o sentido de um começo para nós. Para isso são necessárias tão poucas mudanças externas, pois realmente mudamos o mundo todo a partir de nosso coração. Se ele apenas desejar ser novo e imensurável, o mundo será imediatamente o mesmo do dia de sua criação e infinito.


Sobre um sábio

“Um turista chega à cidade do Cairo, com o objetivo de visitar um famoso sábio. E fica muito surpreso, quando ao encontrá-lo, vê que este mora em um quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília são uma cama, uma mesa e um banco.
 - Onde estão os seus móveis? – pergunta o turista.
   E o sábio, bem depressa, pergunta também:
 - E os seus, onde estão?
 - Os meus?! – surpreende-se o turista. – Mas eu estou aqui só de passagem.
 - Eu também... - conclui o sábio.”

sexta-feira, 1 de julho de 2011

O ANJO EM MIM

Por: Regina Pocay & Ricardo José de Almeida Leme
Anjo, do grego ággelos – o que leva uma mensagem, mensageiro; posteriormente angelus no latim.

Tradicionalmente a idéia dos anjos se liga ao conceito de conectores. Interessante nesse sentido olhar para os céus e perceber que o planeta mercúrio é o que tem a órbita mais próxima ao sol (assim como a lua em relação à terra), de forma que os raios solares passam por ela antes de prosseguirem para qualquer direção. Ora, não é por acaso que o Thot egípcio, o Hermes grego, posteriormente Mercúrio na cultura romana era reconhecido como o mensageiro dos deuses, o portador primeiro da luz solar.

Pensar em anjos remete à idéia de hierarquia, palavra perigosa cujo significado se deformou com o tempo. No meu círculo de amizades, a maioria das pessoas associa o conceito de hierarquia a um alto escalão ou a alguém que está no alto e que geralmente explora os que estão abaixo. Entretanto no grego hieros é um termo que significa sagrado. Como, entretanto perdemos o senso do sagrado no Céu e na Terra, deixamos de ver a palavra e seu significado em sua expressão primordial.

Imperdível nesse sentido o estudo colaborativo feito por um teólogo e um físico que se fascinaram com as semelhanças entre as observações de Tomás de Aquino sobre os anjos, na idade média, e as idéias de Einstein a respeito dos fótons no século XX. A nova cosmologia e a antiga angeologia levantam questões interessantes acerca do papel da consciência em níveis sobre-humanos (Informações disponíveis no livro “A física dos anjos” – editora Aleph).

Os conceitos trazidos pela física moderna constituíram um revés para os pensadores materialistas, para os quais a matéria, a base de tudo é concebida como sólida e permanente. Hoje é evidente que a matéria é feita de raias de energia dentro de campos. Os campos eletromagnéticos e gravitacionais não são feitos de matéria, mas como disse Einstein, a matéria é feita de campos, estando assim mais próxima de um processo do que de uma coisa!

Vale ler sobre a estrutura conceitual da população norte-americana no link da revista Time abaixo, onde os pesquisados em sua maioria demonstram interesse e descrevem suas concepções sobre a realidade angelical.


O anjo é inspiração para o médico, que nele encontra uma representação de tudo aquilo que pode ser oferecido ao paciente que o procura. O médico e filósofo indiano Deepak Chopra radicado nos EUA merece ser lembrado e reverenciado nesse sentido, e de forma especial sua obra “O anjo está perto” publicada pela editora Rocco. Nessa obra ficcional o autor convida a um olhar crítico para as realidades supra-sensíveis assim como os motivos e as limitações que os cinco sentidos apresentam em qualquer tentativa de contatá-las. Não deixe de dar uma olhada quando tiver um tempinho livre. Várias livrarias como a Cultura, Fnac e a da Vila oferecem agradáveis espaços para a leitura... Está sem tempo? Procure na rede, as possibilidades são inesgotáveis. Não gosta de ler? Assista na visão refinada do cineasta alemão Wim Venders (Asas do desejo) uma magnífica aproximação da realidade angelical. Não aprecia o cinema alemão? Assista a corruptela hollywoodiana da mesma obra que pode ser encontrada como “Cidade dos anjos”. Não gosta de romances, prefere abordagens pouco ortodoxas? Veja “Constantine”, “O advogado do Diabo”, “ Sem notícias de Deus” etc. etc. etc. Fato é que este universo tão vastamente explorado por todas as áreas do conhecimento não deve passar despercebido à nossa existência. Alimente a alma, a desnutrição anímica desvitaliza o corpo físico.

O anjo é também inspiração para o artista; o poeta revestido no pseudônimo Angelus Silesius se inspirou e nos presenteou assim:

"A rosa não tem porquê. Floresce porque floresce.

Não cuida de si mesma. Nem pergunta se alguém a vê...".

E mais uma vez assim:

“O caminho mais próximo de Deus é pelo amor:

O caminho da ciência te conduz lentamente”


                Millet escolheu outra forma e pintou assim, como eu vi no Museu d’Orsay em Paris:


Angelus (Millet J.F.)

        Finalmente, sei de muitos artistas pais e mães que ensinam os filhos assim:

Anjo de Deus, que sois da minha guarda

A quem fui confiado por celestial piedade

Iluminai-me, Regei-me, Guardai-me

Amém

E outros assim, como Steiner, o idealizador da medicina antroposófica, deixou:

Oração de Micael

"É preciso erradicar da alma todo medo e terror do que o futuro possa trazer ao homem.

É preciso adquirir serenidade em todos os sentimentos e sensações a respeito do futuro.

É preciso que olhemos para frente com absoluta equanimidade para com tudo que possa vir.

Precisamos pensar somente que tudo o que vier nos será dado por uma direção mundial plena de sabedoria.

Isto é parte do que temos de aprender nesta era, a saber: viver em pura confiança. Sem qualquer segurança na existência; confiança na ajuda sempre presente do mundo espiritual.

Em verdade, nada terá valor se a coragem nos faltar.

Disciplinemos nossa vontade e busquemos o despertar interior todas as manhãs e todas as noites."

(Rudolf Steiner - Bremen 27.11.1910)

As palavras se perdem no tempo, alguns conceitos também, é preciso atenção, pois lembrar é saúde, tônico para a alma. Alma que de alguma forma também é mensageira e porta em si muitos porquês... O mundo da alma é o mundo dos anjos também. O anjo é a promessa do que virá a ser; daquilo que habita cada um dia e noite; que toma forma a cada sonho e se desfaz a cada despertar; contato deste mundo com aquele outro, assim ó:


Quem nunca se viu em uma situação onde em seu interior brotava a pergunta: E agora, o que faço? As tensões, o estresse da vida diária, algumas vezes nos fazem autômatos. Deixamos de lado a capacidade infinita de sermos humanos. Mas encontrar equilíbrio em qualquer área da vida é totalmente possível. Olhe para dentro... Surpreenda-se neste jardim interior com TODAS as possibilidades e respostas.

               Nos tempos antigos, algumas práticas médicas associavam os pulmões ao planeta Mercúrio, eram como mensageiros! Mensageiros ou conectores do mundo interior ao corpo humano com o mundo exterior ao corpo humano, pelo ar respirado. A consciência deste ensinamento recebido desde a infância promovia por um lado um conhecimento da pessoa sobre ela mesma, mas por outro, abria a pessoa para uma relação entre seu próprio ser e o mundo celeste, o qual ela podia observar e fazer parte simultaneamente. Praticava-se saúde na medida em que se percebia ser parte do todo e ao mesmo tempo trazer em si o todo no pequeno cosmos do corpo humano.

Apesar de tudo isso, enquanto tecido teórico, poder parecer desafiador ao leitor principiante, é importante trazer à memória que a palavra teoria, de origem grega, de fato significava o que entendemos por meditação, uma palavra que traz em si o coração e a inteligência em contemplação. Lembro ainda que contemplar é entrar junto no templo, e que há muito tempo atrás era onde os necessitados eram cuidados quando adoeciam.

O seu pulmão, por exemplo, é um aliado de primeira linha que pode contribuir muito para a sua reorganização. Preste atenção, por alguns instantes à sua respiração... Tome duas ou três respirações... Sinta o fluxo de ar que entra em seus pulmões e vagarosamente sinta o ar que sai... Perceba as batidas do seu coração... Dê atenção aos seus movimentos internos e se permitir, relaxe... Pronto, disponha desta energia e vitalidade extras em seu dia nesta simples prática.

É vivenciando um pouco de equilíbrio que o SER tem a opção de tornar-se cada vez mais HUMANO... Sua atitude determina a qualidade de sua vida. Integrar os elementos essenciais para a vida com qualidade é encontrar o bem estar físico, mental, emocional e conectá-los com o ESSENCIAL.

Lembre-se: dentro de ti mora um anjo...